Colossenses – parte 2 (aula de 14/08/2011)

Paulo ressalta a autoridade de Jesus conquistada na cruz

[por Maria Cristina Gomes]

Capítulos 1 e 2 – Esboço

I – Introdução, 1:1-18.

II. Oração pelos Colossenses, 1:9-12. (por riquezas espirituais).

III. A excelência da pessoa e da obra de Cristo, 1:13-23.

IV. Trabalhos, sofrimentos e cuidado de Paulo pelos Colossenses, 1:24-2:7.

V. Exortação contra filosofias e heresias.2:8-23.

Cristo Versus Confusão Religiosa

Há uma infindável variedade de filosofias e ensinamentos religiosos, muitos dos quais parecem bem convincentes; contudo são freqüentemente contraditórios. Como podemos determinar quais são os certos e quais os errados? Como podemos encontrar a verdade e evitar sermos enganados? A Bíblia contém muitas advertências sobre o falso ensinamento e a possibilidade de engano. Mas as Escrituras também oferecem esperança.

A Grandeza de Cristo – Destaque para a supremacia de Cristo

1. A natureza de Cristo – Sua divindade e sua unidade com o Pai – (Col. 1.15-19)

2.Imagem do Deus invisível – Col. 1.15.

3. Criador – Col. 1.16.

4. Mantenedor da criação – Col. 1.17.

5. A vinda de Cristo ao mundo e sua obra na cruz – (Col. 1. 20-23)

O Desejo de Paulo para o Crente

Uma das heresias pregadas pelos gnósticos era a adoração aos anjos. Jesus seria, no máximo, semelhante a eles, e não o verdadeiro Deus

O apóstolo Paulo abre seu ataque contra a falsa doutrina que estava se espalhando em Colossos, mostrando que não há nada secreto, nada para ser oculto no Evangelho verdadeiro. Seu desejo e oração são para que eles compreendam plenamente a vontade de Deus em toda sua profundidade, de maneira que suas vidas testifiquem para a glória de Cristo.

Passando quase que sem uma pausa, da vontade de Deus para o crente para um breve esboço de quem Jesus é, Paulo declara que Ele é maior do que qualquer espírito intermediário. Jesus Cristo é o próprio Deus, o Criador e Sustentador de tudo que existe fora da Divindade. Ele também destrói os argumentos dos falsos profetas mostrando que Jesus Cristo é a Cabeça da Igreja.  Que necessidade tem eles desses espíritos imaginários?

1: 9. POR ESTA RAZÃO. Paulo retrocede ao versículo 8, depois aos versículos 4 e 5 e inclui  todo o relato de Epafras. Esperou ele até que fosse tempo de escrever-lhes para começar a orar por eles? Não! NOS TAMBÉM DESDE O DIA EM QUE O OUVIMOS, NÃO CESSAMOS DE ORAR POR VOS. Ele imediatamente os incluiu na sua lista de pedidos de oração. De maneira que entendemos o seu “não cesso de orar” como significando uma lembrança diária dos problemas individuais e das necessidades de cada igreja.

1: 10. Paulo estava orando para que os Colossenses pudessem conhecer a vontade de Deus. Para que? PARA QUE POSSAIS ANDAR DIGNAMENTE DIANTE DO SENHOR! O verbo andar é muito expressivo. É usado por Paulo 32 vezes para se referir a peregrinação do cristão através deste mundo (vide especialmente Ef. 5:8; II Cor. 10:2). Em 3:7 é igual a viver. Pela ajuda do Senhor um longo e árduo caminhar pode transformar-se em um agradável passeio. Como cristãos devemos nos elevar ao padrão que Ele colocou diante de nós (Ef. 4:13; I

A frase, AGRADANDO-LHE EM TUDO, parece estar flutuando sem dar muita direção a afirmação de Paulo. Agradando a quem? Não a homens, mas a Deus. A tradução da Sociedade Bíblica desta frase é, “para o seu inteiro agrado.” Podemos sinceramente dizer com o apóstolo João que “fazemos o que é agradável à sua vista?” (I Joäo 3:22). O apóstolo Paulo apresenta quatro rnaneiras pelas quais podemos agradar a Deus:

  • Dando frutos
  • Crescendo no conhecimento de Deus
  • Sendo fortalecidos
  • Dando graças ao Pai.

1:11. O braço da carne é fraco e impotente contra o poder astucioso de Satanás. Necessitamos de ser guardados pelos braços eternos. SENDO FORTALECIDOS COM TODO O PODER. Contudo Ele não impõe Sua ajuda e poder a ninguém. Devemos fervorosamente buscar e desejar ser fortalecidos. Deus nos fortalece SEGUNDO A FORÇA DA SUA GLÓRIA.  Declara que a força pertence à “glória” de Deus. A palavra glória aqui não significa alguma luz brilhante (Apo. 22:5), nem muito menos se refere à alguma beleza física, da parte de Deus (II Cor. 3:7). Em vez disso, Sua glória, como em João 1:14, refere-se à Sua dignidade, majestade, poder, ser e divindade. Se formos fortalecidos na medida dessas coisas, seremos sempre vitoriosos (Rom. 8:37).

"Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor" - Col. 1:13

1: 12. Chegamos agora à quarta e última maneira de agradá-lO. DAR GRAÇAS é uma ação que jorra espontaneamente de nossas almas, a resposta natural a Deus por Seus dons. Como nós apreciamos uma demonstração de gratidão da parte daqueles a quem ajudamos, Deus se agrada quando nossas palavras e obras mostram que estamos cheios de gratidão. Embora digno de ambos, amor e gratidão, Deus não nos força a nenhum deles. Nossos agradecimentos são dirigidos ao Pai, porque ele cuidou da nossa salvação.

1: 13. Que tremendo motivo Paulo nos dá aqui para rendermos graças ao Pai QUE NOS LIBERTOU DA AUTORIDADE DAS TREVAS! Que utilidade teria para nós receber uma porção da herança dos santos se permanecêssemos sob o controle do mal? Ele literalmente “arrastou-nos do perigo” (Mat. 27:43). Nós estávamos impotentes nas garras do inimigo (Col. 2:13; Rom. 7:15), mas Ele nos livrou do poder de Satanás.

Deus não nos tirou do poder das trevas para nos deixar no vácuo. Ele nos TRANSPORTOU PARA O REINO DO FILHO DO SEU AMOR. Ele não apenas nos removeu do poder de Satanás, mas também fez com que “mudássemos de posição.” O verbo usado nos dá uma idéia do extenso transporte de pessoas, como é recordado no Velho Testamento. Éramos filhos do pecado e de Satanás; somos agora filhos de Deus (João 8:41,44; II Pedro 1:4).

REDENÇÃO: significa livramento de algum mal através do pagamento de um preço. Ex. os prisioneiros de guerra podiam ser soltos mediante o pagamento de um preço o qual era chamado de  resgate. Nesse sentido a morte de cristo pode ser considerada um “resgate em favor de muitos”.

Paulo mais adiante define nossa redenção acrescentando A REMISSÃO DOS PECADOS. A palavra remissão significa “libertação” (Lucas 4:18) e 2) “perdão” (Mat. 26:28). Somos libertados do poder do pecado, e somos perdoados dos seus efeitos (Rom. 6:23). Toda a estrutura de nossas más ações foi demolida. Somos livres. Mas esperai, somos “livres como a brisa”? Antes, éramos livres da justiça e servos do pecado. Agora que “trocamos de posição”, a situação é reversa de maneira que, enquanto somos livres do pecado, somos servos de Deus (Rom. 6:20-22).

1: 15. Neste e nos versículos seguintes Paulo reclama para Cristo tem a absoluta supremacia em relação ao Universo e à Igreja. Paulo atraiu nossos olhos para Jesus Cristo, O QUAL É A IMAGEM DO DEUS INVISÍVEL. Notai que ele diz Ele é; não era, ou será, nem muito menos que Ele tornou-se a imagem de Deus. É, o presente eterno.

Tudo, exceto Deus, foi criado. Paulo está se referindo especificamente a qualquer ordem de anjos, os quais os Colossenses clamavam ter maior autoridade do que Jesus Cristo. Jesus Cristo é o Criador (1:16; Heb. 1:3; João 1:3). De maneira que, a frase “o primogênito de toda criação”, realmente significa “Senhor de toda criação”, ou, mais simplesmente, “Criador de tudo”.

1: 16. A frase PORQUE NELE FORAM CRIADOS refere-se a última parte do versículo 15. Jesus Cristo é chamado “o primogênito de toda criação”, pois Ele é o Criador de tudo que existe, exceto Deus mesmo. O verbo criar significa “dar existência a alguma coisa.” Uma vez que Aquele que cria é maior da que aquilo criado (Heb . 3:3-6; João 15:20), Paulo está destruindo os argumentos filosóficos daqueles que estavam confundindo os Colossenses. Cristo está acima de todos os anjos e de qualquer outro ser sobrenatural em poder, dignidade e preexistência. Paula escreve “Ele”. Este é o terceiro dos quinze pronomes (em grego) referentes a. Jesus. Cristo nas sete versos de 14 a 20. Eles todas se referem ao “Filho” do versículo 13. Nesta passagem maravilhosa, que exalta Jesus Cristo mais da que qualquer outra, Seu nome não aparece nem ao menos uma vez, de qualquer forma!

Paulo agora chega ao âmago da filosofia herética e nomeia 4 ordens de seres superiores que se supunha ser de uma ordem mais elevada do que Jesus Cristo e, desta forma, mais próxima de Deus. SEJAM POTESTADES (poder incorporado na posição), SEJAM PRINCIPADOS (autoridade constituída), SEJAM SOBERANIAS (precedência em posição ou poder), SEJAM AUTORIDADES (jurisdição ou regência de pessoas ou seres), ou qualquer coisa que possa existir TUDO FOI CRIADO POR ELE E PARA ELE.  Mas sejam eles o que forem, qualquer que seja sua posição ou poder, foram eles criados por e para Ele! Isto nos deveria confortar, e ajudar-nos a compreender que, apesar desses legisladores (humanos ou espirituais) poderem nos oprimir, são eles o que são pela permissão e poder de Deus, não podem fazer nada que Ele não permita (Rom. 13:1-7). Ao fim eles servem e glorificam a Ele (2:10).

1: 17. Quando o apóstolo diz E ELE É ANTES DE TUDO E TODAS AS COISAS, não está se referindo a lugar, mas ao tempo, dignidade, honra e poder. Nada existiu antes dEle e nada existe que seja em qualquer sentido igual a Ele. Ensina que Jesus Cristo existia em poder e glória muito antes do Seu nascimento em Belém . Nesta passagem (1:14-22) Paulo usa a expressão, todas as coisas 6 vezes . No grego Bíblico a frase “todas as coisas” frequentemente significa mais do que apenas a generalização para “tudo que existe”. Contudo aqui, especialmente no versículo 16, este parece ser o intuito do apóstolo.

1: 18. Nos versículos 15 a 17 Paulo mostrou que Jesus Cristo permanece muito acima de qualquer criatura ou ser que possa existir. Agora no versículo 18 ele mostra a relação que Ele tem com a Igreja . E ELE É A CABEÇA DO CORPO, DA IGREJA. Assim como o corpo fisicamente está sujeito a cabeça, assim a Igreja. deve obedecer em tudo aos mandamentos que recebe de Jesus Cristo (Ef. 1:22; 5:23, 24). O corpo humano é composto de muitos membros, e cada membro tem um nervo em contacto direto com o cerebra; assim cada um de nós individualmente na Igreja diferimos nas nossas funções e chamada, e cada um de nós tem acesso direto ao trono da graça para receber ordens diretas de Jesus Cristo (Heb. 4:16) .

1:19. De que Éle é preeminente sobre tudo é provado PORQUE TODA A PLENITUDE AGRADOU-SE DE HABITAR NELE. Que é que entendemos por toda a plenitude? “A palavra traduzida “plenitude”“ significa o inteiro conteúdo ou o completo desenvolvimento de alguma coisa (I Cor. 10:26; Ef. 4:13). Aqui como em Efésios 3:19 certamente significa a completa medida da divindade (2:9). Quaisquer que sejam as qualidades ou particularidades (tais como amor, santidade, verdade) que atribuímos a Deus, fazemos isto a Sua divindade, à Sua plenitude

No judaísmo, são seguidos rituais mosaicos até hoje. Mas Jesus cumpriu toda a lei, livrando o homem dos rituais e sacrifícios, pois Ele foi o sacrifício perfeito.

1:20. Tendo claramente indicado quem Cristo é, Paulo agora se volta para o que Ele fez. Assim como é o Seu ser e pessoa, assim é Seu trabalho. Jesus está muito acima desses fabulosos intermediários (v. 16) com os quais os Colossenses estavam sendo iludidos. E POR MEJO DELE RECONCILIASSE CONS1GO MESMO TODAS AS COISAS. É por meio de Cristo e somente dEle que a plenitude de Deus nos traz de volta a uma relação correta com Ele mesmo (Col. 1:14; II Cor. 5:18,19). Ele criou “todas as coisas” para Ele mesmo (v. 16) e agora deve Ele mesmo reconciliar “todas as coisas.

1:21. Voltando-se agora do Senhor Jesus Cristo (v. 13-20) para os Colossenses: A frase, E A VÓS TAMBÉM, QUE NOUTRO TEMPO EREIS ESTRANHOS, E INIMIGOS, certamente deve ter-lhes reavivado a memória sobre o que eram eles antes que Cristo viesse e os modificasse (Ef. 2:11-19). A palavra também fala de tempos anteriores assim como de uma sequência.. A Israel tinha sido dada as Sagradas Escrituras, a Israel foi dado o direito de acesso a Deus. Os Colossenses, juntamente com outros, eram estranhos a Deus e a Sua Palavra (Ef. 4:18; Col. 2:13).

1:22 Em contraste enfático à condição de seu estado anterior, Paulo agora coloca a atual relação deles com Deus. AGORA CONTUDO (VOS) RECONCILIOU. Eles tinham sido apartados, agora foram restaurados em favor; eram antagônicos, agora são obedientes.

A Reconciliação propriamente dita se aplica não às boas relações em geral, mas a eliminação da inimizade. Deixa subentendido que as parte envolvidas antes eram hostis. O pecado do homem é que causou a inimizade. O pecado é que tinha que ser resolvido. Cristo morreu para eliminar o nosso pecado

Jesus pagou esse preço PARA perante Ele VOS APRESENTAR SANTOS E INCULPÁVEIS E IRREPREENSÍVEIS.

Capítulo 2

Paulo mostra que a grandeza de Cristo é exclusiva. Todos os tesouros de sabedoria e de conhecimento estão em Cristo (2:3). Não há nenhuma verdade ou entendimento fora dele. A plenitude da divindade está em Cristo (2:9). Não há nenhuma parte da natureza e do ser de Deus que não esteja expressa em Jesus. Achamos nossa perfeição em Cristo (2:10). Nele está a circuncisão espiritual, o perdão e a nova vida (2:11-13). Quando morreu, Jesus tirou o poder das forças satânicas, ganhando sobre eles uma decisiva vitória (2:15). Jesus é a realidade à qual todas a leis, festas e símbolos do Velho Testamento apontavam (2:16-17). Todo o crescimento do corpo depende de Cristo, que é a cabeça (2:19). Qualquer busca da verdade, do entendimento, ou do crescimento espiritual fora de Cristo com certeza vai falhar.

Conclusão: Cristo é Tudo, em Todos

A confusão religiosa é causada por uma confiança nas filosofias e doutrinas humanas. O caminho para a verdade é Jesus e sua palavra. “Cristo é tudo em todos”. Tudo o mais é imitação barata.

———————————————–

BIBLIOGRAFIA

Estudo sobre Colossenses – Exegese e aplicação (www.hermeneutica.com.br)

http://www.hermeneutica.com/estudos/colossenses2_16-23_01.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s