Colossenses – parte 3 (aula de 21/08/2011)

[por Maria Cristina Gomes]

Capítulos 3 e 4 – Esboço

VI – Exortação à santidade e ao amor fraternal – 3.1-17.

VII – Exortação quanto aos deveres domésticos, à oração, e às relações sociais – 3.18 a 4.6

VIII – Conclusão e saudações – 4.7-18.

Paulo volta em Colossenses 3:1-4 a afirmar a suficiência de Cristo e a supremacia das coisas lá do alto. É notável que em contraste com proibições e ordenanças aqui, ele exorta os irmãos a colocarem suas mentes nas coisas lá do alto.

Leia Mais!

Filipenses – Parte 1 (aula de 28/08/2011)

Filipenses é uma das cartas de Paulo do grupo das “Cartas da Prisão”. Ao contrário dos crentes Colossenses, Paulo conhecia pessoalmente os irmãos que se reuniam em Filipos. Até a pouco tempo, minha impressão é que essa fosse daquelas “igrejinhas da roça”, uma igreja de cidade pequena, onde todo mundo conhece todo mundo. Isso porque a forma de Paulo escrever a esses irmãos com tanto afeto, num tratamento tão pessoal, dócil e fraternal, me fez pensar que se tratava de um grupo menor de irmãos, logo seria um ambiente mais fácil de se criar laços de amizade estreitos.

Filipos foi a primeira cidade da Europa a receber a pregação do evangelho

Mas qual não foi minha surpresa ao descobrir que Filipos era uma metrópole, uma das maiores e mais importantes cidades da Ásia Menor! Considerada uma porta de entrada da Ásia para a Europa (consequentemente um ponto vital e estratégico em termos militares), era localizada no Leste da Macedônia,  a cerca de 13 quilômetros do mar Egeu. A cidade tem esse nome em homenagem a Filipe II (pai do famoso Alexandre, o grande), que conquistou o povo que ali vivia, os trácios, em 358 aC. Em 108 aC passou para domínio romano e foi palco de batalhas históricas, como a de Marco Antônio e Otávio Augusto contra Brutus e Cássio, assassinos de Júlio César (42 aC) e do próprio Otávio Augusto contra Marco Antônio e Cleópatra (33 aC). Os vencedores se instalaram em Filipos, o que deu à cidade o status de colônia romana e o Ius Italicum, uma denominação de que a cidade se tornara uma “réplica menor de Roma”. Seus habitantes tinham cidadania romana e os que possuíam imóveis ou terrenos tinham direito de propriedade equivalente aos que possuíam imóveis  em solo italiano.

Leia Mais!

Colossenses – parte 2 (aula de 14/08/2011)

Paulo ressalta a autoridade de Jesus conquistada na cruz

[por Maria Cristina Gomes]

Capítulos 1 e 2 – Esboço

I – Introdução, 1:1-18.

II. Oração pelos Colossenses, 1:9-12. (por riquezas espirituais).

III. A excelência da pessoa e da obra de Cristo, 1:13-23.

IV. Trabalhos, sofrimentos e cuidado de Paulo pelos Colossenses, 1:24-2:7.

V. Exortação contra filosofias e heresias.2:8-23.

Cristo Versus Confusão Religiosa

Há uma infindável variedade de filosofias e ensinamentos religiosos, muitos dos quais parecem bem convincentes; contudo são freqüentemente contraditórios. Como podemos determinar quais são os certos e quais os errados? Como podemos encontrar a verdade e evitar sermos enganados? A Bíblia contém muitas advertências sobre o falso ensinamento e a possibilidade de engano. Mas as Escrituras também oferecem esperança.

Leia Mais!

Colossenses – parte 1 (aula de 07/08/2011)

[Por Maria Cristina Gomes]

Colossenses é uma das "Cartas da Prisão", escritas por Paulo durante seu cativeiro em Roma (quadro "Apóstolo Paulo na Prisão", de Rembrandt)

Cada uma das epístolas de Paulo tem algum tema dominante, alguma verdade mais saliente. Em Romanos destaca-se a Justificação pela fé, que conduz à total transformação do crente segundo a imagem de Cristo. Em Gálatas contrasta-se a Liberdade Cristã com o legalismo. Em Filipenses é frisada a Alegria Suprema produzida pelo bem-estar espiritual, em Cristo, a despeito das circunstâncias adversas. Em Efésios ressalta a nossa União Mística com Cristo, com a restauração de tudo, através do cumprimento do mistério da vontade de Deus.

E nesta epístola aos Colossenses aparece mais a Grandeza de Cristo, por ser Ele a Cabeça de toda a criação, o que, para o crente, resolve todos os problemas de lealdade.

  • Autor: Paulo (e Timóteo). 1.1; 4.18.
  • Data: 60 ou 61 d.C.
  • Local: Prisão (em Roma ou Éfeso?) (4.3; 4.18).
  • Tema: A supremacia de Cristo
  • Classificação: cristologia (doutrina de Cristo).
  • Texto chave – Colossenses 3:11.